A ADPP Moçambique, esteve recentemente, em frente de uma campanha de prevenção ao COVID-19, doença que assola o país e o mundo, no distrito de Nhamatanda, numa iniciativa que contou com a parceria da World Jewish Relief. Através desta iniciativa, de resposta de Emergência da ADPP, 474 famílias do distrito de Nhamatanda, na localidade de Lamego beneficiaram de kits de higiene, composto por baldes com torneira, sabão e cloro.

O projecto distribuiu também máscaras para a proteção da boca e do nariz e promoveu uma campanha de sensibilização sobre o uso correcto do material oferecido, lavagem correcta e frequente das mãos e a importância da observância do distanciamento social.

De acordo com Abdulai Chabane, coordenador do projecto de emergência da ADPP, esta iniciativa visa essencialmente garantir que aquelas comunidades estejam minimamente prevenidas contra a pandemia do COVID-19.

“O projecto divulgou informação sobre a COVID-19 entre os agregados familiares mais vulneráveis em Nhamatanda, vendedores dos mercados locais e aos que embarcam nos transportes públicos. Deste modo, as pessoas abrangidas vão se prevenir, bem como aos outros. Isto acontecerá quando as pessoas praticarem as técnicas recomendadas de lavagem das mãos, utilizarem máscaras em público e observarem o distanciamento social.” –disse Abdulai Chabane

Acrescentou que mais de 2.000 beneficiários directos foram abrangidos por esta intervenção, e uma estimativa de 5.000 indirectamente, através de actividades nos mercados locais e no interior dos transportes públicos. Por sua vez José Simão Saize, chefe da localidade de Lamego considera que o apoio prestado pela ADPP constitui um grande passo para a prevenção da COVID-19 naquele ponto do país, pese embora ainda não tenha sido diagnosticado nenhum caso naquela região.

“Daqui em diante, nós como autoridades locais vamos monitorar de modo a que se faça o uso correcto das máscaras e se observe todas as medidas de prevenção da doença. Não sabemos quando esta pandemia vai terminar, pelo que, vamos continuar a sensibilizar todas as comunidades para a correcta lavagem das mãos. Vamos continuar a precisar do apoio dos activistas da ADPP para a massificação da informação sobre a doença!” -­ disse o chefe da localidade de Lamego, Simão Saize.

O projecto trabalhou em colaboração com a direção distrital de social a qual ajudou na identificação das 474 famílias vulneráveis, dos quais 355 em Lamego e 119 no posto administrativo de Tica.

Importa que realçar que a ADPP e a World Jewish Relief trabalharam recentemente nos distritos de Nhamatanda e Maringué num outro projecto que visava a distribuição de Kits Alimentares, Kits de Higiene e Saúde para as populações locais vítimas das últimas cheias que decorreram naquele ponto do país. A acção beneficiou 1900 famílias daqueles distritos.